sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Alunas do Futsal do Mais Educação da Escola Marcoski

Alunas do Futsal do mais Educação da Escola Mª Leite Marcoski Participaram do Campeonato entre ESTADOS em Brasília.








domingo, 4 de agosto de 2013

                 

                   ARRAIÁ DO MARCOSKI

 

  ESCOLA MARIA LEITE MARCOSKI COMEMORA EM GRANDE ESTILO FESTA JUNINA 2013.

 





 

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

ALUNOS DO MARCOSKI VIVENCIAM A BIODIVERSIDADE EM CHAPADA

  

Justificativa - O projeto propõe-se trabalhar com uma temática atual e contextualizada, Com esse intuito a formação sobre a biodiversidade e o meio ambiente tem a finalidade de mostrar ao aluno e comunidade escolar como desenvolver uma prática educacional sintonizada com a vida em sociedade.

Objetivo Geral - Promover a prática interdisciplinar, no âmbito escolar e fora dele, a partir das questões relacionadas a biodiversidade e meio ambiente...












quarta-feira, 8 de maio de 2013

Poema sobre adoção.


Poema sobre adoção. 


           
POEMA PRODUZIDO PELO ALUNO  MATHEUS SILVA FARIA  8° C

  

                ADOÇÃO FELIZ

NÃO GOSTO DA ADOÇÃO
MAS AGRADEÇO A POPULAÇÃO
POR ADOTAR AS CRIANCINHAS.

VAMOS CONTRIBUIR E  AJUDAR
OS PEQUENINOS QUE NÃO TEM
A CHANCE DE TER UM LAR
OS NOVOS PAIS VÃO CONTRIBUIR
PARA OS PEQUENINOS EVOLUIR.

NÃO MACHUQUE ELES NÃO
POIS ELES SÃO DA ADOÇAO
UM AMIGÃO
UMA CASA NOVA VÃO GANHAR
PARA SEMPRE TEREM ONDE MORAR.

AMIGOS NOVOS VÃO GANHAR
PARA SEMPRE PASSEAR
PEQUENOS NÃO SE PREOCUPEM A JUSTIÇA
SEMPRE VAI TE CUIDAR
PARA SEMPRE BEM VOCÊ ESTAR.

VOCÊ NUNCA MAIS VAI CHORAR
A JUSTIÇA E SUA NOVA FAMÍLIA
SEMPRE VÃO TE ALEGRAR.



Texto escrito e apresentado pela professora Ivone na abertura do projeto “A caminho da leitura”.

Uma bruxa na escola

            - Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
- Não tem nada de leitura, de chatice de livro. O bom mesmo é  rancar  as capas dos livros.  Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!  Que escrever que nada, o divertido é escrever nas paredes e carteiras, não é mesmo?
            - OOOOOO quê? Você não acha isso divertido? Então você é uma criança sem sal, uma aguada,  desmiolada.  Ah, eca,  eu tenho nojo de criança estudiosa e educada.
- Bemmmmmm! Mas vamos mudar de assunto.
-Não!
            -Sabem o que eu estou fazendo aqui? Não? Não? Não?  É que hoje é a abertura deste tal projeto de leitura. Então, como sou uma excelente cozinheira, eu fui convidada para fazer um lanche pra vocês. Serão servidos dois pratos especiais. Um para as crianças que não gostam de ler e  outro para as crianças que gostam de ler.
             -Levantem a mão, as crianças, minhas amigas que não gostam de ler. Ótimo, sempre tem alguém... Então, vamos preparar a receita pra vocês que, como eu, detestam ler. Eu amo essas crianças, porque  um dia elas vão ser como eu ..... Ah, ah, inteligentes, queridas, perfeitas, como eu, como eu ....   Vamos lá... O prato para quem não gosta de ler tem a seguinte receita, prestem atenção que vocês podem fazer em casa:
- Frite bem três dentes de morcego na banha de carne de onça.
            - Quebre 3 ovos podres e misture,  misture, misture,  até virar uma baba. Um que delícia, aquele perebinha já está babando....
            - Ahhhh...  E o ingrediente principal:  10 minhocas bem gordas e suculentas.
            -Ahhh... Se quiser, quando não estiver muito caro, jogue perna de aranha moída para dar aquele sabor.
            - Misture tudo com três chicletes mastigados, chupados, babados que você guarda embaixo da sua carteira. Todo mundo guarda um chiclete pra chupar depois, não é mesmo? Pronto, crianças que não gostam de ler, este prato delicioso será para vocês.  Muito bom, muito bom, é um prato irrecusável.
            -Pois é,  agora para as nojentinhas que gostam de ler.... que sem graceira, que chatice, eu tenho horror a criança que gosta de ler.  Essas crianças eu quero bem longe de mim. Criança estudiosa eu não convido pra tomar  caldo de chulé com inhaca de sovaco na minha casa.   De jeito nenhum...
            -Então, para as crianças que gostam de ler, me pediram pra fazer lasanha, batata frita e galinha assada. E de sobremesa pudim... Ah, que sem graça, que comida horrorosa  ... Quer saber eu não vou fazer esse prato não.  Aqui tem criança que gosta de ler?     
            - Temm ...  Euuuu...
-E agora? Eu não trouxe os ingredientes da lasanha, nem tenho frango e batata frita. Vocês tem certeza que aqui tem criança que gosta de ler?
- Sim...
-Sim? E, danou-se, babou-se, melecou-se... vou ser demitida como cozinheira. Não conta pra ninguém que eu estive aqui, tudo bem? Digam que eu mandei uma mensagem falando que minha vassoura está sem gasolina e não deu pra vir.  Tchauuuuuu..... fui...









terça-feira, 30 de abril de 2013




Professores participam do 6º Encontro Indígena no Museu de Pré-História Casa Dom Aquino
Publicado em: 22/04/2013 às 09:08


 
Foto:Divulgação
Professores de Ciências Humanas, da Escola Estadual “Maria Leite Marcoski”, visitaram nesta semana o Museu de Pré-História Casa Dom Aquino - criado em 2008 -, a partir da necessidade de preservar o patrimônio arqueológico e paleontológico, principalmente do contrabando desses materiais.
O local abriga mais de 100 mil peças, onde é realizado o 6º Encontro Indígena, em Cuiabá. O evento em comemoração ao Dia do Índio, celebrado nos dias 15 ao dia 19 de abril, permitiu que os educadores pudessem conhecer um pouco da cultura indígena e ficar frente a frente com índio de 10 etnias diferentes.
Professores e estudantes de diversas escolas de Mato Grosso participaram das atividades ao longo da semana no museu, como debates e palestras. Os Professores: Rosbeg  kennidy, Cristiane Rosário, Doralice e Luiz Agricio, participaram desse encontro para fomentar o seus conhecimentos e interagir com os índios. Em maio, a intenção dos professores é levar os estudantes da Escola Estadual “Maria Leite Marcoski”na aldeia indígena Umutina, que fica localizado no município de Barra dos Bugres (MT).
“Estamos aqui para desenvolver atitudes de compreensão para a diversidade, respeitar, preservar e valorizar esse conhecimento que estamos adquirindo aqui nesse encontro”, disse o professor Rosbeg, que leciona conteúdos de Geografia, Sociologia e Qualificação Profissional pelo Projovem Urbano de Várzea Grande.
Já professora de História, Cristiane, completou: “estamos aqui também para compreender e conhecer a cultura indígena Umutina e de outras etnias, pois é uma gratificação e isso é cultura”.
“A mudança da educação começa aqui na nesse encontro e isso é cobrado de nós educadores o tempo todo e é gratificante estar aqui conhecendo eles de perto”, disse o professor de Filosofia e Sociologia, Luiz Agricio.
Conforme os professores, o resultado foi muito positivo, porque os educadores participaram desse intercâmbio entre os índios diretamente e indiretamente. No 6º Encontro Indígena, os índios ressaltaram que: “para eles, é importante essa troca de conhecimento, porque os índios se sentem valorizados”.
da Assessoria
·        
·          
·        
·          
·        

http://vgnoticias.com.br/2012/noticias/Ver/6398/professores-participam-do-6-encontro-indigena-no-museu-de-pre-historia-casa-dom-aquino